Macron diz estar ao lado de manifestantes antirracistas

O presidente da França fez seus primeiros comentários públicos via Twitter sobre os protestos de supremacistas brancos em Charlottesville, na Virgínia

Paris – O presidente da França, Emmanuel Macron, está oferecendo apoio a manifestantes anti-racistas, no que ele descreveu de batalha coletiva e histórica contra a intolerância.

Em seus primeiros comentários públicos sobre os protestos em Charlottesville, na Virgínia, Macron utilizou seu perfil no Twitter para dizer que estaca “ao lado daqueles que lutam contra o racismo e a xenofobia. Nosso combate é conjunto tanto ontem quanto hoje. #Charlottesville”.

A líder da extrema-direita francesa, Marine Le Pen, que ficou em segundo lugar na eleição presidencial deste ano, não comentou a violência em Charlottesville.

Ela trabalha para derrubar a reputação racista de seu partido, a Frente Nacional, mas mantém vínculos com alguns figuras extremistas francesas.

Florian Philippot, um dos diretores da Frente Nacional, procurou distanciar o partido anti-imigração dos manifestantes americanos.

Em entrevista à Francetvinfo, ele disse que “devemos condenar esses supremacistas racistas” e chamou o evento de um “caso interno” dos Estados Unidos.

Fonte: Associated Press.