Kim Jong-un pede que povo enfrente “dificuldades”

Durante uma reunião do Partido dos Trabalhadores, o jovem ditador afirmou que a fé revolucionária da Coreia do Norte crescerá mais forte

Seul – O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, pediu aos seus seguidores que enfrentem as “dificuldades” que o país atravessa em um momento de confronto com a comunidade internacional, informou nesta quinta-feira a agência norte-coreana KCNA.

Durante uma reunião do Partido dos Trabalhadores, realizada na terça-feira e na quarta-feira em Pyongyang, o jovem ditador afirmou que a fé revolucionária da Coreia do Norte crescerá mais forte em um momento de “múltiplas dificuldades e adversidades”, indicou o meio estatal em comunicado.

A Coreia do Norte enfrenta nestes dias uma forte pressão da comunidade internacional após ter realizado seu quarto teste nuclear em 6 de janeiro e anunciar na terça-feira passada seu plano de lançar um foguete espacial no que é considerado um teste encoberto de mísseis.

Em todo caso, a reunião presidida por Kim teve como principal objetivo avançar nos preparativos para a realização em maio do VII congresso do Partido dos Trabalhadores, considerado de grande importância já que será o primeiro em 36 anos.

Acredita-se que a reunião poderia marcar o futuro político do regime de Kim Jong-un e nela podem ser anunciados importantes mudanças políticas.

O Partido dos Trabalhadores é o órgão encarregado de definir as políticas do Estado e um dos dois pilares do regime junto com o Exército Popular.