Kadafi está disposto a deixar o poder em troca de garantias, diz jornal russo

Franceses estariam dispostos a descongelar as contas do ditador líbio e a salvá-lo do Tribunal de Haia, afirma o jornal

Moscou – O líder líbio, Muammar Kadafi, está disposto a deixar o poder em troca de garantias de segurança, assinala nesta terça-feira o jornal russo “Kommersant”.

Segundo o periódico, vários membros da Otan, em particular a França, podem dar a Kadafi as garantias solicitadas pelo coronel líbio.

“Para pôr fim ao dilatado conflito, os franceses estão dispostos não só a descongelar as contas da família do coronel (Kadafi), mas também a salvá-lo do Tribunal de Haia”, assegura o “Kommersant”.

O diário cita em condições de anonimato uma autoridade russa, que sustenta que “o coronel está enviando sinais de que está disposto a deixar o poder em troca de garantias de segurança”.

A fonte assinala que a França é o país mais permeável a esse acordo, que poderia incluir até mesmo a permanência de Kadafi na Líbia após abandonar o poder.

De acordo com o “Kommersant”, o líder líbio também exige que seu filho Saif al-Islam possa participar da vida política do país.

Essa possibilidade é rejeitada plenamente pela oposição, que considera que isso permitiria a Kadafi aferrar-se ao poder através de seu filho.