Joe Biden pede que jovens chineses questionem autoridades

O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, pediu aos jovens chineses que questionem as autoridades, sejam elas governamentais, acadêmicas ou religiosas

Pequim – O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, pediu nesta quarta-feira aos jovens chineses que questionem as autoridades, sejam elas governamentais, acadêmicas ou religiosas, durante uma visita surpresa à seção consular da embaixada de seu país em Pequim, onde ele está para se reunir com autoridades chinesas.

Biden, famoso em seu país por ser “língua solta”, cumprimentou vários estudantes chineses que tinham ido à embaixada solicitar vistos para os Estados Unidos e na conversa disse: “a única maneira de fazer algo completamente novo é romper o molde antigo”.

De acordo com o vice-presidente, o segredo dos EUA em mudar e se reinventar com cada nova geração acontece devido “há algo gravado no DNA de cada cidadão americano: a rejeição inerente da ortodoxia”.

“As crianças nos EUA são premiadas, não castigadas, por questionar o status quo”, disse Biden, em uma aparente alusão ao regime autoritário chinês.

“Quando visitarem os Estados Unidos”, comentou o vice-presidente aos estudantes, “espero que aprendam que a inovação só pode ocorrer quando se respira com liberdade e desafia o governo e os líderes religiosos”.

Durante sua estada em Pequim, até amanhã, Biden deve se encontrar com autoridades em conversas que terão como protagonista a declaração chinesa de uma zona de defesa aérea.