Japão pede ajuda aos Estados Unidos em crise nuclear

Governo americano estuda o pedido para ajudar na tarefa de esfriar os reatores da usina nuclear de Fukushima

Brasília – O governo do Japão pediu ajuda aos Estados Unidos para resfriar os reatores da usina nuclear de Fukushima, atingidos pelo terremoto e o tsunami da última sexta-feira (11). A informação foi divulgada hoje (14) pela Comissão Reguladora Nuclear dos Estados Unidos (NRC), que recebeu o pedido.

“A NRC considera a possibilidade de resposta ao pedido, que passa por ajuda técnica”, diz comunicado divulgado pela comissão.

O Japão também solicitou à Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea) o envio de uma equipe de peritos para tentar controlar o aquecimento dos reatores nucleares.

Na tarde de hoje, funcionários da Tokyo Electric Power informaram que as barras de combustível do reator 2 da usina de Fukushima estão expostas depois de uma baixa considerável no nível de água, usada para resfriar o reator, segundo a emissora pública de notícias do Japão, NHK. Para evitar um superaquecimento ou uma explosão, as equipes da companhia passaram a injetar água do mar.