Japão legaliza cassinos, mas teme vício e crime organizado

Nova lei, que entra em vigor hoje no Japão, legaliza a abertura de cassinos e operação em resorts, hotéis e complexos de lazer

Tóquio – A lei que legaliza a abertura de cassinos no Japão entrou em vigor nesta segunda-feira no país, onde até agora a proibição dos jogos de azar impossibilitava a criação deste tipo de estabelecimentos.

A nova norma, que foi impulsionada pelo governante Partido Liberal-Democrata (PLD) do primeiro-ministro Shinzo Abe apesar da rejeição majoritária da oposição, permitirá a partir de agora os jogos de azar em cassinos localizados em resorts como hotéis e complexos de lazer.

Os opositores da lei consideram que a abertura de cassinos poderia reavivar o problema da ludopatia no Japão e pôr em risco a segurança pública.

Após a entrada em vigor da lei o governo japonês ampliará a legislação necessária para implementar a norma, assim como o regulamento para lidar com os problemas relacionados com estes complexos, incluindo maneiras para evitar a dependência ao jogo e a participação nos negócios do crime organizado.

A lei do Japão proíbe de forma geral as apostas e os jogos de azar, embora sejam permitidas certas exceções para as corridas de cavalos e certos esportes a motor, além de loterias administradas por governos locais.

A legalização dos cassinos tem como objetivo atrair mais visitantes estrangeiros e fomentar a despesa destes no Japão, no marco de outras medidas para promover o turismo.