Dólar R$ 3,28 0,12%
Euro R$ 3,67 0,13%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa -0,05% 63.227 pts
Pontos 63.227
Variação -0,05%
Maior Alta 22,54% JBSS3
Maior Baixa -4,09% CYRE3
Última atualização 25/05/2017 - 17:21 FONTE

Itália prende 2 por invasão de e-mail de presidente do BCE

Um tribunal de Roma ordenou a detenção de Giulio Occhionero e de sua irmã Francesca Maria Occhionero pelo roubo de segredos de Estado

Roma – A polícia italiana prendeu dois irmãos nesta terça-feira por invadirem o email do presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, do ex-primeiro-ministro italiano Matteo Renzi e de milhares de outras pessoas.

Um tribunal de Roma ordenou a detenção de Giulio Occhionero, de 45 anos, e de sua irmã Francesca Maria Occhionero, de 48 anos, pelo roubo de segredos de Estado e hacking ilegal. Advogados dos dois não puderam ser imediatamente contatados.

“Houve dezenas de milhares de contas de email invadidas, entre elas contas pertencendo a banqueiros, empresários e até diversos cardeais do Vaticano”, disse à Reuters Roberto Di Legami, chefe da unidade policial especializada em crimes cibernéticos, que conduziu a investigação.

Giulio Occhionero, formado em engenharia nuclear e co-fundador da empresa de investimentos Westland Securities, utilizou um malware para infectar as contas de e-mail para que pudesse fazer “investimentos baseados em informação reversa”, disse Di Legami.

A conta de Draghi no Banco da Itália, do qual ele foi presidente, e a conta pessoal de Renzi na Apple, que ele usou quando era primeiro-ministro, estavam entre as contas infectadas pelo malware, de acordo com o mandato de prisão.

O e-mail oficial de Renzi como primeiro-ministro também foi alvo de ataque, segundo Di Legami.

A conta de Draghi no BCE, no entanto, não estava listada no mandato como alvo de ataque, e uma fonte próxima ao assunto disse que não há provas de uma invasão bem-sucedida a uma conta do BCE.