Islândia retira moradores de área ao norte de vulcão

Autoridades alertaram as companhias aéreas, na segunda-feira, sobre o aumento da atividade sísmica em torno do maior sistema vulcânico da Islândia

Estocolmo – A Defesa Civil da Islândia decidiu retirar os moradores de uma área ao norte do vulcão Bardarbunga, afirmando que não pode descartar uma possível erupção.

A medida foi colocada em prática após autoridades alertarem as companhias aéreas, na segunda-feira, sobre o aumento da atividade sísmica em torno do maior sistema vulcânico da Islândia.

Cinzas da erupção do vulcão islandês Eyjafjallajokull em 2010 fechou grande parte do espaço aéreo europeu por seis dias.

“Essa decisão é uma medida de segurança”, disse a Defesa Civil islandesa na terça-feira em sua página na Internet. “Não pode ser descartado que a atividade sísmica no Bardarbunga pode levar a uma erupção vulcânica.” Todas as estradas que levam à região, em grande parte inabitada, foram fechadas no início desta semana.

Guardas florestais que vivem na região durante o verão e turistas estão sendo agora retirados. Autoridades dizem que a área ao norte da geleira está sob o risco de ser atingida por inundações, já que uma erupção do vulcão, que se encontra abaixo da camada de gelo da geleira Vatnajokull no sudeste da Islândia, provocaria o derretimento de grande quantidades de gelo.

O Parque Nacional de Vatnajokull fica a mais de 300 quilômetros da capital Reykjavik e engloba 14 por cento do território islandês. A erupção do Eyjafjallajokull em 2010, a cerca de 100 quilômetros da capital, afetou mais de 10 milhões de passageiros aéreos, causando prejuízos de 1,7 bilhão de dólares.