Irmão de dissidente chinês denuncia agressão

Ele também denunciou uma intensificação das medidas de represálias contra a família do famoso advogado cego refugiado nos Estados Unidos

Pequim – O irmão do dissidente chinês Chen Guangcheng, famoso advogado cego refugiado nos Estados Unidos, afirmou nesta quinta-feira que foi agredido, e denunciou uma intensificação das medidas de represálias contra a família.

Chen Guandgu informou à AFP que um veículo preto parou diante dele, dois homens saíram do carro e o agrediram.

Ele disse que a perseguição aos parentes de Chen aumentou com a aproximação do aniversário da saída do dissidente para os Estados Unidos.

“Antes éramos apenas perseguidos, agora há físicos. A situação fica mais grave”, disse Chen Guangfu.

Chen Guangcheng conseguiu escapar em abril de 2012 de sua residência de Shandong (leste), onde estava em prisão vigiada, antes de pedir refúgio na embaixada americana em Pequim.

A situação provocou uma crise entre China e Estados Unidos.

O dissidente passou seis dias na embaixada dos Estados Unidos em Pequim e foi hospitalizado durante duas semanas na capital chinesa. Ele foi autorizado a abandonar a China e chegou em Nova York em 19 de maio.