Irã se manifesta contra genocídio de rohingyas em Mianmar

As críticas do país se deram por meio de protestos populares e declarações de dirigentes e militares

Teerã – O Irã se manifestou nesta sexta-feira contra o “genocídio” sofrido pela minoria muçulmana rohingya em Mianmar, durante protestos populares no centro de Teerã e em declarações dos dirigentes políticos e militares.

Durante a oração do meio-dia, a mais importante para os muçulmanos, na Universidade de Teerã, o discurso religioso foi cheio de referências à crise envolvendo os rohingyas.

Centenas de pessoas fizeram uma passeata após a oração pela avenida Engelab, uma das principais da capital, para pedir o fim da perseguição a esta minoria muçulmana.

Os manifestantes exibiam cartazes nos quais se lia em farsi e inglês “Parem o genocídio em Mianmar”, enquanto crianças entoavam canções revolucionárias.

A nível político, o ministro de Exteriores, Mohamad Yavad Zarif, pediu em uma carta dirigida ao secretário geral da ONU, Antonio Guterres, que o organismo internacional tome “rapidamente as medidas necessárias” para resolver a crise.

Zarif qualificou de “alarmante” a situação dos rohingyas e descreve “ataques sistemáticos” contra esta minoria, que exacerbam “uma história de discriminação injusta e desespero”.

O chefe da diplomacia iraniana também pediu ao Governo birmanês que reconheça os rohingyas como cidadãos, pare “imediatamente” a atual violência contra esta minoria muçulmana e permita a distribuição de ajuda humanitária.

As autoridades iranianas estão fazendo contatos com outros países islâmicos e já anunciaram negociações para enviar ajuda humanitária.

Segundo informou hoje o Ministério de Exteriores, o governo iraniano entrou em contato com o birmanês para distribuir a ajuda humanitária através do Crescente Vermelho, mas as conversas ainda não deram frutos.

Veja também
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s