Irã prende cantor pop e internautas

Autoridades iranianas prenderam um famoso cantor pop e vários internautas

Teerã – Autoridades iranianas prenderam um famoso cantor pop e vários internautas, informou nesta quarta-feira a imprensa britânica.

O general Massud Zahedian, chefe da polícia, confirmou a prisão do cantor Amir Tatalou, 30 anos e originário de Teerã, segundo o jornal reformista Etemad.

Segundo a publicação, o cantor foi preso por razões de segurança.

Inúmeras mensagens de apoio foram publicadas no Facebook do cantor que possui 570.000 seguidores.

“Por que essa prisão? Quero meu Amir, ou vou me suicidar”, escreveu a fã Frina Linson.

Os grupos musicais iranianos não podem produzir nem vender álbuns sem autorização governamental. As autoridades visam principalmente os artistas cuja música tem repercussão no exterior através de canais via satélite.

A agência Fars também anunciou a prisão de vários internautas pelos serviços de inteligência da Guarda Revolucionária, o exército de elite do regime islâmico.

Os usuários “tinham ligações com estrangeiros através de uma rede complexa (…) e cometeram crimes”, afirma o jornal.

Segundo o Etemad, sete pessoas que trabalhavam para o site “Orange” também foram presas.

O novo presidente iraniano Hassan Rohani, eleito em junho com o apoio de reformistas e moderados, prometeu mais liberdade, mas ainda enfrenta a resistência de conservadores que controlam vários órgãos de poder.