Hollande pede que empresa da internet lute contra terrorismo

O presidente francês pediu que as companhias identifiquem "conteúdos ilegais e os tornando inacessíveis"

Davos – O presidente da França, François Hollande, pediu nesta sexta-feira em Davos, na Suíça, para que as grandes empresas da internet contribuam para a luta contra o terrorismo “identificando conteúdos ilegais e os tornando inacessíveis”.

O presidente defendeu o estabelecimento de regras para se conseguir esse objetivo e o terrorismo não se aproveitar da tecnologia.

Em seu discurso no Fórum Econômico Mundial de Davos, Hollande pediu ainda que as instituições financeiras cortem “as fontes de alimentação” do terrorismo, atuando contra a lavagem de dinheiro e os paraísos fiscais.