Dólar R$ 3,27 0,13%
Euro R$ 3,64 0,23%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa -0,51% 63.761 pts
Pontos 63.761
Variação -0,51%
Maior Alta 3,64% FIBR3
Maior Baixa -2,44% CIEL3
Última atualização 29/05/2017 - 17:21 FONTE

Hillary mantém vantagem de 50 pontos entre hispânicos

A pesquisa indica que 67% deles pretendem votar em Hillary, 17% em Trump, 3% no libertário Gary Johnson, e outros 3% na candidata "verde" Jill Stein

Miami – A candidata democrata à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton, mantém uma vantagem de 50 pontos percentuais sobre seu rival republicano, Donald Trump, entre os eleitores hispânicos do país, cujo interesse no pleito é crescente, segundo uma pesquisa de intenção de voto divulgada nesta segunda-feira.

O levantamento realizado pela emissora “NBC News”, em associação com o jornal “The Wall Street Journal” e o canal “Telemundo”, realizado entre os dias 10 e 13 de outubro com 300 latinos registrados como eleitores, indica que 67% deles pretendem votar em Hillary, 17% em Trump, 3% no libertário Gary Johnson, e outros 3% na candidata “verde” Jill Stein.

Levando em conta apenas os candidatos dos partidos majoritários, o apoio dos hispânicos a Hillary salta para 70% e o de Trump se mantém em 17%.

Os percentuais são similares aos da última pesquisa desses mesmos três meios citados, publicada em meados de setembro, mas no levantamento de agora há uma mudança significativa em relação ao interesse dos hispânicos pelas eleições de 8 de novembro.

Agora, 69% dos entrevistados revelaram que têm muito interesse nas eleições, enquanto em meados de setembro esse número era de 60%. Além disso, 82% disseram que têm certeza absoluta de que irão votar.

Os resultados desta pesquisa, cuja margem de erro é de 5,66%, são similares aos de outra divulgada no início deste mês, realizada pela Associação Nacional de Funcionários Eleitos e Designados (NALEO) e pela emissora “Telemundo”.

Nessa pesquisa, 73% dos hispânicos disseram que votariam em Hillary, um ponto a mais que na semana anterior, contra 16% – dois pontos a menos – que escolheriam Trump.

A NALEO calcula que mais de 13,1 milhões de hispânicos votarão nas eleições de 8 de novembro de um total de 27 milhões que poderiam exercer este direito.