Guterres pede que Conselho da ONU atue para prevenir guerras

Guterres disse que muitas oportunidades para evitar conflitos foram perdidas devido à falta de confiança entre Estados e por preocupações sobre soberania

Nações Unidas – O novo secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, pediu nesta terça-feira ao Conselho de Segurança que tome mais ações para prevenir conflitos em vez de apenas responder a eles, à medida que se comprometeu em fortalecer a capacidade de mediação do órgão mundial.

“A ONU foi estabelecida para prevenir a guerra ao unir-nos em uma ordem internacional baseada em regras. Hoje, esta ordem está sob grave ameaça”, disse Guterres em sua primeira fala ao Conselho desde que assumiu o cargo em 1º de janeiro.

Guterres, ex-primeiro-ministro de Portugal e ex-chefe de refugiados da ONU, disse que muitas oportunidades para evitar conflitos foram perdidas devido à falta de confiança entre Estados e por preocupações sobre soberania nacional.

“Preocupações do tipo são compreensíveis em um mundo onde o poder é desigual e princípios algumas vezes foram aplicados seletivamente. De fato, a prevenção não deveria nunca ser usada para servir outras metas políticas”, disse ele ao Conselho.

“Pelo contrário, a prevenção é melhor servida por fortes Estados soberanos, atuando para o bem de suas pessoas”, disse ele.

O Conselho tem sido amplamente bloqueado pela guerra de seis anos na Síria, com a Rússia e a China contra os Estados Unidos, Inglaterra e França.

O órgão também tem se dividido em sua abordagem a outros conflitos e crises como no Sudão do Sul e Burundi, com alguns membros citando preocupações com soberania.