Grupo armado mata 17 soldados em Mali

O ataque foi reivindicado por um movimento político armado de defesa da comunidade étnica peul, criado em junho

Doze militares malienses morreram na terça-feira em um ataque contra a principal base militar de Nampala, no centro do Mali, reivindicado por um grupo armado.

Segundo o mais recente balanço oficial, 17 soldados morreram no ataque e outros 35 ficaram feridos.

O campo militar de Nampala, a mais de 510 km da capital, Bamako, é o segundo mais importante da região.

O ataque foi reivindicado por um movimento político armado de defesa da comunidade étnica peul, criado em junho.

Em março-abril de 2012, o norte do Mali caiu nas mãos de grupos extremistas vinculados à rede Al Qaeda. Embora tenham sido expulsos da maior parte do território, após uma intervenção militar internacional liderada pela França em janeiro de 2013, ainda restam amplos setores sob controle extremista.