Greenpeace usa falso comercial para criticar Coca-Cola

Em vídeo, Greenpeace Austrália acusa empresa de contribuir para a poluição dos mares com lixo plástico, apontado como principal causa da mortandade de pássaros no país

São Paulo – No começo, parece um anúncio de refrigerante comum, com gente bonita e sorridente curtindo a bebida durante um dia ensolarado numa praia paradisíaca. Até que um, dois, três, quatro, um verdadeiro bando de pássaros despenca do céu. Todos mortos.

O vídeo feito por ambientalistas do Greenpeace Austrália imita um anúncio da Coca-Cola para responsabilizar as garrafas de plástico pela poluição dos mares, apontada pela ong como principal causa da morte de milhares de aves no país, que confundem detritos  plásticos com alimento.

De acordo com o Greenpeace, 65% das aves são afetadas por esse tipo de poluição. Quando eles engolem, seus pequenos estômagos se tornam tão cheio que eles são incapazes de ingerir qualquer alimento e literalmente morrem de fome, diz o grupo.

Em março deste ano, a Coca-Cola ganhou na Justiça o direito de impedir uma política de reembolso de 10 centavos para incentivar a reciclagem na região Norte do país. Esse incentivo teria contribuído para dobrar as taxas de reciclagem no território e operado com sucesso no Sul da Austrália durante mais de 30 anos, diz a ong.

Em sua defesa, a Coca-Cola argumenta na mídia local que o esquema foi um fracasso, com aumento de apenas 33% da taxa de reciclagem, e que o método de reembolso é o mais caro e ineficiente para tal finalidade.



Veja também: As 20 melhores cidades do mundo para andar de bicicleta (sem medo)