Goran Hadzic sai da prisão para visitar a mãe doente

O ex-líder dos sérvios teria sido autorizado a ver a sua mãe, que não pode sair de sua casa, em Novi Sad, para se encontrar com o filho

Belgrado – O ex-líder dos sérvios na Croácia, Goran Hadzic, foi levado para visitar sua mãe doente na manhã desta sexta-feira.

Um comboio de carros da polícia, com as sirenes acesas, deixou o Tribunal de Crimes de Guerra de Belgrado, onde Hadzic está preso, constatou um jornalista da AFP.

Uma fonte relacionada ao caso, que pediu para não ser identificada, disse à AFP que Hadzic havia sido autorizado para ver a sua mãe, que não pode sair de sua casa, em Novi Sad, para ver o filho.

Em maio, as autoridades sérvias também autorizaram Ratko Mladic, ex-chefe militar dos sérvis na Bósnia, visitar o túmulo de sua filha Ana em Belgrado, antes de sua transferência ao Tribunal de Haia.

O avião do Governo sérvio que levará Hadzic até Haia, onde será julgado, já se encontra o aeroporto de Belgrado, afirmou Toma Fila, advogado do acusado.

A transferência de Goran Hadzic, no entanto, só poderá ser realizada após a autorização de Snezana Malovic, ministra sérvia da Justiça.

Hadzic é acusado pela morte de centenas de civis croatas e pelo massacre de Vukovar durante a Guerra da Croácia (1991-1995).