G20 irá contra ataques populistas ao livre-comércio, diz FMI

Durante o encontro, houve uma determinação entre os membros do fórum para responder aos "ataques populistas fáceis contra a globalização", diz Christine Lagarde

O G20 lutará contra os ataques populistas ao livre-comércio e destacará seus benefícios, como a redução da pobreza, afirmou nesta segunda-feira a diretora gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Durante o encontro, houve uma determinação entre os membros do fórum, que reúne os países desenvolvidos e emergentes, para responder aos “ataques populistas fáceis contra a globalização”, afirmou Christine Lagarde.

Ela também assegurou que o discurso populista não leva em conta, por exemplo, “como a China conseguiu tirar 700 milhões da pobreza para formar uma classe média” graças à globalização.

No entanto, reconheceu que é preciso “beneficiar a todos, não apenas a alguns”.