França detém suspeitos de fornecer arma a agressor de aeroporto

Os dois suspeitos foram identificados graças às informações obtidas no telefone celular do agressor

Paris – A polícia deteve dois homens na França como suspeitos de terem proporcionado a arma ao homem que foi abatido no aeroporto de Orly, em Paris, no último sábado, após ter roubado a metralhadora de uma militar do dispositivo de vigilância antiterrorista, indicaram nesta terça-feira à Agência Efe fontes judiciais.

Os dois suspeitos estavam sendo procurados desde o domingo, depois que foram identificados graças às informações obtidas no telefone celular do agressor Ziyed Ben Belgacem, e foram detidos ontem, segunda-feira, segundo as fontes.

Trata-se de um homem de 30 anos, detido em estado de embriaguez em uma blitz de estrada e suspeito de ter proporcionado a arma ao agressor dias antes dos fatos, e outro de 43, que estaria presente no momento da entrega.

Segundo as fontes, nenhum dos dois parece ter relação com meios radicais islâmicos.

Belgacem foi abatido no sábado no aeroporto de Orly após agredir uma militar, de quem conseguiu roubar uma metralhadora, e assegurar que morreria por Alá.

Os dois companheiros de patrulha da soldado o mataram com três disparos.

Antes disso, o agressor tinha atirado contra uma agente em um controle de polícia em sua cidade, ao norte de Paris.