França bombardeia alvos do Estado Islâmico em Al Raqqa

Ministro francês de Defesa diz que bombardeios são uma resposta ao Estado Islâmico pelos ataques em Paris de 13 de novembro

Paris, 1 jan (EFE).- As Forças Armadas francesas bombardearam nesta sexta-feira posições do grupo jihadista Estado Islâmico em seu reduto da cidade síria de Al Raqqa, anunciou o ministro francês de Defesa, Jean-Yves Le Drian.

Caças franceses Mirage-2000, que decolaram de um aeroporto militar da Jordânia que é utilizado como base de operações, atacaram infraestruturas petrolíferas e instalações logísticas do grupo terrorista, garantiu Le Drian.

O ministro francês fez estas declarações a meios de comunicação franceses durante uma visita às tropas de seu país destacadas na Jordânia para lutar contra o movimento jihadista na Síria e Iraque.

Ontem, Le Drian passou a virada do ano com os militares do porta-aviões “Charles de Gaulle”, que se encontra em águas do Golfo Pérsico perto de Barein, para participar dessa mesma missão.

Ali, o titular da Defesa francês se mostrou convencido de que a “guerra” contra o Estado Islâmico começa a dar frutos” porque se percebe que o grupo terrorista “adota uma postura defensiva, pouco eficaz, “como mostra” a perda da cidade iraquiana de Ramadi.

Le Drian lembrou os atentados jihadistas de Paris de 13 de novembro e insistiu que “esta agressão em nosso território pede uma resposta ali onde o EI se organiza para nos machucar”, em uma alusão aos campos de treinamento nos territórios que controla. EFE