Forças do Egito são vítimas de 2 ataques a bomba no mesmo dia

Os ataques se dão no momento em que o governo do presidente Abdel Fattah al-Sisi enfrenta uma insurgência de grupos islâmicos

Cairo – Forças de segurança do Egito foram vítimas de duas bombas em estradas num único dia nesta sexta-feira, o que resultou na morte de seis policiais e em seis feridos no Cairo e no norte do país, disseram autoridades e fontes da área de segurança.

Os ataques se dão no momento em que o governo do presidente Abdel Fattah al-Sisi enfrenta uma insurgência de grupos islâmicos.

No primeiro incidente, na manhã desta sexta, um grupo militante egípcio que apareceu recentemente assumiu a responsabilidade por uma bomba no Cairo que, segundo o Ministério do Interior, matou seis policiais e feriu outros três num ponto de controle numa rodovia importante que leva às pirâmides.

O Movimento Hasm, que reivindicou vários ataques no país nos últimos meses, disse que detonou a bomba que, de acordo com fontes do setor de segurança, também feriu quatro civis.

A testemunha Ahmed Al-Deeb descreveu uma cena de massacre, com policiais mortos e feridos próximos a carros destruídos. Um dos policiais tinha fragmentos da explosão no peito, e dois haviam perdido pernas, disse ele à TV Reuters.

O segundo ataque foi na noite de sexta em Kafr El Sheikh no delta do Nilo, onde uma bomba na estrada matou um civil e feriu três policiais, disseram fontes da área de segurança. Ninguém assumiu de imediato a responsabilidade por esse ataque.

A bomba foi detonada à distância quando o carro da polícia passava, mas explodiu segundos depois do veículo ter cruzado o local, salvando as vidas dos policiais, disseram as fontes.