Força aérea bombardeia norte e centro da Síria

A batalha de Maaret al-Nooman, cidade estratégica, na estrada que liga Damasco e Aleppo, é considerada vital pelos rebeldes

Beirute – A força aérea síria bombardeou nesta quinta-feira as últimas zonas rebeldes de Homs (centro) e a artilharia concentrava os ataques na cidade Maret al-Noman (noroeste), controlada pelos insurgentes, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

A batalha de Maaret al-Nooman, cidade estratégica, na estrada que liga Damasco e Aleppo, é considerada vital pelos rebeldes.

Para enfrentar o ataque do regime de Bashar al-Assad, os rebeldes utilizam foguetes antitanque e bombas fabricação caseira.

No centro do país, as áreas rebeldes de Homs e a localidade insurgente de Quseir foram atacadas nesta quinta-feira.

No campo econômico, a Síria suspende há uma semana a importação de energia elétrica da Turquia, que respondeu aos disparos de morteiros contra seu território procedentes do território sírio.

Ancara, que abastece em 20% a energia consumida pelo vizinho, havia ameaçado Damasco em janeiro com a suspensão do fornecimento de eletricidade depois que a defesa antiaérea síria destruiu um avião de combate turco.

A tensão entre os dois países aumentou desde o bombardeio da cidade fronteiriça turca de Akçakale há uma semana, que matou cinco civis turcos.