Filha de Pinochet disposta explicar conta nos EUA

Lucía Pinochet retornou ao Chile depois de ficar um mês nos EUA, período no qual a Procuradoria chilena anunciou a descoberta de conta bancária em seu nome

Santiago – Lucía Pinochet, filha do ex-ditador falecido Augusto Pinochet, disse estar disposta a se apresentar à justiça chilena para explicar a descoberta de uma conta bancária nos Estados Unidos e que será incluída em uma investigação sobre a fortuna de seu pai.

Lucía Pinochet retornou ao Chile depois de ficar um mês nos Estados Unidos, período no qual a Procuradoria chilena anunciou a descoberta de uma conta bancária em seu nome nos Estados Unidos, informação que será entregue ao juiz Mario Carroza, que investiga a origem da fortuna de Augusto Pinochet.

“Eu sempre confiei na justiça chilena e o ministro (juiz) verá o que faz. Estou disposta a conversar com ele, se me chamar. Voltei para me apresentar e para que não achassem que eu estava me asilando nos Estados Unidos”, afirmou Lucía, de 69 anos, em uma entrevista ao jornal El Mercurio.

A mais velha dos cinco filhos de Pinochet informou que a conta bancária tem 110 mil dólares, produto de negócios imobiliários que realizou quando viveu nos Estados Unidos, entre 1992 e 1996.

Acrescentou que a conta foi levada ao conhecimento da justiça chilena, que desde 2004 investiga a fortuna de Augusto Pinochet.