Fifa aprova reformas para investigar corrupção

Entidade aprovou a criação de uma Comissão de Ética independente, para investigar os possíveis casos de corrupção

Madrid – O Comitê Executivo da Fifa aprovou nesta sexta-feira a criação de uma Comissão de Ética independente, com uma câmara dedicada a investigar denúncias de possíveis casos de corrupção e outra que adotará as decisões judiciais correspondentes.

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, disse em sua conta no Twitter que “hoje é um dia histórico para o processo de reforma da Fifa” depois que o Executivo “aprovou a constituição destas duas câmaras”.

Blatter se mostrou “encantado que o Comitê Executivo tenha decidido lhe dar apoio nesta reforma crucial”, que começou a desenhar no Congresso no ano passado e cujo projeto a Comissão Independente de Governabilidade (CIG), presidida pelo professor Mark Pieth, acolheu.

Após a reunião do Comitê Executivo, que terminará nesta sexta-feira, as reformas propostas serão transferidas ao Congresso que a Fifa realizará nos dias 24 e 25 de maio, no qual serão votadas as emendas aos Estatutos.