Farc querem paz e usarão palavra para construi-la, diz líder

A guerrilha deve, após esta primeira reflexão, realizar uma reunião para "analisar com calma todos os detalhes" do resultado da consulta popular

Havana – O líder das Farc, Rodrigo Londoño Echeverri, conhecido como “Timochenko”, afirmou neste domingo em Havana que essa organização mantém “sua vontade de paz” “e sua disposição de usar somente a palavra como arma de construção em direção ao futuro”.

“As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia lamentam profundamente que o poder destrutivo dos que semeiam ódio e rancor tenha influenciado na opinião da população colombiana”, disse “Timochenko” em sua primeira declaração após a vitória do “não” no referendo sobre o acordo de paz na Colômbia.

A guerrilha deve, após esta primeira reflexão, realizar uma reunião para “analisar com calma todos os detalhes” do resultado da consulta popular.