Exército sírio assegura ter matado 40 membros do EI no país

As autoridades sírias enfrentam o EI em distintas partes do país, como nas províncias de Homs (centro), Aleppo (noroeste) e Deir ez Zor (nordeste)

Beirute – O exército sírio afirmou nesta terça-feira que matou pelo menos 40 combatentes do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) na província central de Hama, segundo a agência oficial de notícias “Sana”.

Fontes militares citadas pela agência explicaram que unidades militares, respaldadas pelas forças de Defesa Popular – milícias pró-governo -, recuperaram o controle de vários pontos em um oleoduto situado ao oeste da cidade de Al Salamiya, em Hama.

As fontes agregaram que, durante essas operações, os soldados mataram cerca de 40 integrantes do EI e destruíram quartéis e fortificações do grupo na zona.

As autoridades sírias enfrentam os jihadistas do EI em distintas partes do país, como nas províncias de Homs (centro), Aleppo (noroeste) e Deir ez Zor (nordeste).

O EI proclamou um califado no final de junho de 2014 nos territórios que domina na Síria e Iraque, onde conquistou áreas do norte e do centro de ambos países.

Atualmente, a organização extremista é combatida pelas Forças da Síria Democrática (FSD), uma coalizão armada curdo-árabe, na cidade de Manbech e sua periferia, em Aleppo.