Exército da Rússia pede que Putin retome ataques em Aleppo

A Rússia está preparada para introduzir "pausas humanitárias" em Aleppo, mas não para que os militantes as usem como vantagem

São Paulo – O Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia pediu ao presidente Vladimir Putin para retomar os ataque aéreos no leste de Aleppo, informou o ministério de Defesa do país, de acordo com informações da agência de notícias Interfax.

Segundo o ministério, os “terroristas abriram fogo em Aleppo 62 vezes nos últimos três dias”, informou a Interfax.

O ministério de Defesa afirmou que a Rússia está preparada para introduzir “pausas humanitárias” em Aleppo, mas não para que os militantes as usem como vantagem.

O órgão também declarou que os acordos sobre Aleppo com os Estados Unidos e outros países devem ser abertos ao público.

Segundo o ministério, os EUA “falharam em cumprir suas obrigações” e afirmou que as unidade sob o controle do país voltaram a realizar ataques aéreos.

Os grupos militantes em Aleppo tentaram quebrar o cerco em Aleppo nesta sexta-feira, e, segundo o ministério de Defesa russo, todos os ataques foram repelidos.

Ainda, segundo o orgão, John Kerry, secretário de Estado dos EUA, está discutindo medidas com a Rússia para normalizar a situação em Aleppo.