Ex-presidente Piñera mantém liderança para eleição no Chile

De acordo com a Gfk Adimark, Sebastián Piñera liderou as respostas espontâneas para as eleições presidenciais com 24 por cento

Santiago – O ex-presidente conservador Sebastián Piñera manteve a liderança na preferência do eleitorado para as próximas eleições presidenciais do Chile, embora o apoio à jornalista Beatriz Sánchez tenha registrado uma forte alta em abril, mostrou uma pesquisa nesta terça-feira.

De acordo com a Gfk Adimark, Piñera liderou as respostas espontâneas com 24 por cento, três pontos a menos que na medição anterior, e o jornalista e senador Alejandro Guillier –apoiado por parte da coalizão governista– caiu quatro pontos e ficou com 19 por cento das intenções de voto.

A pesquisa destacou um crescimento de nove pontos da independente Sánchez que a levou a 11 por cento das preferências, enquanto a democrata-cristã Carolina Goic, também do bloco governista, obteve só 2 por cento das menções.

“A irrupção surpreendente de Beatriz Sánchez, da chamada Frente Ampla (coletivos de esquerda), sem dúvida vem modificar um cenário eleitoral que, até o mês anterior, parecia bastante estabilizado”, disse a empresa de pesquisa.

“O apoio de Sánchez vem majoritariamente de jovens provenientes dos níveis sócio-econômicos médio e alto, tipicamente estudantes do ensino superior”, acrescentou.

O crescimento de Sánchez ocorre no momento em que a coalizão de governo enfrenta desavenças entre os partidos que a compõem e foi posta em xeque no final de semana com a decisão da Democracia Cristã de não disputar primárias, e sim concorrer diretamente no primeiro turno presidencial.

Independentemente das preferências, cerca de 50 por cento dos consultados considera que Piñera será o próximo presidente, enquanto cerca de 23 por cento acredita que será Guillier.

A enquete também mostrou que a aprovação da gestão da presidente Michelle Bachelet chegou a seu nível mais alto em 12 meses ao alcançar os 28 por cento.