Ex-presidente do Peru é procurado na Califórnia

Autoridades peruanas alertaram a Interpol de que o ex-presidente, acusado de receber propina da Odebrecht, pode estar nos EUA ou em Israel

Lima, Peru – As autoridades peruanas se moveram para deter o ex-presidente acusado de receber propinas da Odebrecht, oferecendo US$ 30 mil de recompensa por sua captura e alertando a Interpol de que ele pode estar nos EUA ou em Israel.

O governo do Peru disse hoje que tem informações de que Alejandro Toledo está em San Francisco. Toledo, que governou o Peru de 2001 a 2006 é um aluno visitante da Universidade de Stanford, na Califórnia.

As autoridades também chegaram a Israel e afirmam que Toledo pode ter planos de tirar vantagem da dupla cidadania de sua esposa belga-israelense para encontrar refúgio no país, que não possui nenhum acordo de extradição com o Peru.

A busca internacional acontece um dia depois de um juiz emitir uma ordem de prisãopara Toledo, julgando que as evidências apresentadas por procuradores sugeriam que há uma alta possibilidade de o ex-presidente ter recebido propinas da Odebrecht. Toledo nega qualquer malfeito. Fonte: Associated Press.