Eurocâmara aprova resolução contra repressão na Venezuela

A Eurocâmara convocou Bruxelas a estudar "outras medidas que permitam à União restabelecer a plena democracia" no país

A Eurocâmara condenou nesta quinta-feira a “repressão brutal” na Venezuela contra “manifestantes pacíficos” e convocou Bruxelas a estudar “outras medidas que permitam à União restabelecer a plena democracia” no país latino-americano.

Por 450 votos a favor e 35 contra, os eurodeputados aprovaram uma resolução que condena “energicamente a repressão brutal exercida pelas forças de segurança venezuelanas, assim como pelos grupos armados irregulares, contra os manifestantes pacíficos”.

Mais informações em instantes.