6 vítimas do tiroteio na Flórida seguem hospitalizadas

A família do atirador informou às autoridades que ele tinha um histórico de doenças mentais surgidas após seu serviço militar no Iraque

Fort Lauderdale – Na Flórida, mais seis pessoas seguem em recuperação no hospital após tiros no Terminal 2, do aeroporto Internacional Hollywood, em Fort Lauderdale. Cinco pessoas morreram e oito ficaram feridas.

Segundo o xerife Scott Israel, em coletiva, os feridos seguem estáveis e em tratamento intensivo.

O tiroteio ocorreu na noite de sexta-feira, quando Esteban Santiago abriu fogo indiscriminadamente com uma arma semiautomática. O atirador está detido.

A família do atirador informou às autoridades que ele tinha um histórico de doenças mentais surgidas após seu serviço militar no Iraque. Segundo parentes, ele recebia tratamento psicológico no Alaska.

Esteban Santiago, 26 anos, serviu em 2010 como parte da Guarda Nacional de Porto Rico, passando um ano no batalhão de engenharia. Ele nasceu em Nova Jersey, mas passou a morar em Porto Rico quando tinha dois anos. Nos últimos anos, ele morava em Anchorage, Alaska, com seu irmão. Fonte: Associated Press.