EUA não cogitam mudança de status na Esplanada das Mesquitas

"Precisamos de clareza", afirmou Kerry, em referência à proposta da França de envio de forças internacionais para a Esplanada das Mesquitas

Madri – O secretário de Estado dos EUA, John Kerry, disse nesta segunda-feira em Madri, onde está em visita oficial, que seu país não propõe uma mudança de status para a Esplanada das Mesquitas de Jerusalém, e que são contrários à presença de “atores externos” no conflito palestino-israelense.

“Precisamos de clareza”, afirmou Kerry, em referência à proposta da França ao Conselho de Segurança da ONU de envio de forças internacionais para a Esplanada das Mesquitas, cenário dos últimos episódios de violência na região, e que foi veementemente criticada por Israel.

Em entrevista coletiva junto com o ministro de Relações Exteriores da Espanha, José Manuel García-Margallo, Kerry ressaltou que os Estados Unidos pedem a todas as partes “contenção” para frear a atual escalada de violência na região.

“Não tenho expectativas concretas, mas trabalhamos para continuar com o processo de paz no Oriente Médio e ajudar a entender que os líderes lideram e fazem esforços para deter a violência”, acrescentou o chefe da diplomacia americana.

Israel convocou hoje o embaixador francês em Tel Aviv para dar explicações sobre a proposta, por considerar que “a iniciativa francesa não serve para estabilizar a situação”, explicou à Agência Efe o porta-voz da chancelaria israelense, Emanuel Nahshon.