EUA exigem que países forneçam mais dados sobre viajantes

Países que não conseguiram novos protocolos ou tomar passos para fazê-lo dentro de 50 dias podem enfrentar sanções de viagens

Washington – O Departamento de Estado norte-americano vai exigir que todas as nações forneçam dados extensivos para ajudá-lo a vetar candidatos a visto e determinar se um viajante apresenta uma ameaça terrorista, de acordo com um documento pela Reuters.

Países que não conseguiram novos protocolos ou tomar passos para fazê-lo dentro de 50 dias podem enfrentar sanções de viagens.

O memorando, enviado a todos os postos diplomáticos dos Estados Unidos na quarta-feira, é uma síntese de uma revisão mundial de veto de procedimentos que era exigida sob o decreto presidencial revisado de Trump de 6 de março, que baniu viagens aos Estados Unidos de maior parte de cidadãos de seis países de maioria muçulmana.

O documento estabelece uma série de padrões que os Estados Unidos irão exigir de outros países, incluindo que emitam, ou tenham planos de emitir, passaportes eletrônicos e regularmente relatem à Interpol passaportes perdidos ou roubados.

Também direciona países a fornecerem “quaisquer informações de identidades” exigidas por Washington para requerentes a vistos norte-americanos, incluindo detalhes biométricos ou biográficos.

Segundo o documento, requerimentos para países providenciarem dados sobre indivíduos que sabem ser ou possuam motivos para acreditar serem terroristas, assim como informações de registros criminais.

Além disto, países são solicitados a não bloquearem a transferência de informações sobre viajantes com destino aos Estados Unidos do governo norte-americano e não designarem pessoas para listas de vigilância de viagens somente com base em suas crenças políticas ou religiosas.

“Esta é a primeira vez que o governo dos EUA está configurando padrões para a informação que é exigida de todos os países especificamente em apoio à imigração e veto de viajantes”.

O memorando estabelece fatores de risco que o governo dos EUA irá considerar quando avaliar um país. Alguns destes são controversos e podem ser difíceis para que países sem provem à satisfação dos EUA, incluindo garantia de “que não são e não possuem a possibilidade de se tornarem um refúgio terrorista”.

Também se espera que países concordem em receber de volta cidadãos que receberem a ordem de deixar os dos Estados Unidos.

Se não fornecerem as informações solicitadas, ou criarem um plano para fazê-lo, países podem acabar em uma lista que será enviada dentro de 50 dias para possíveis sanções de Trump, incluindo impedimento de “categorias designadas” de seus cidadãos de entrarem nos Estados Unidos.

As novas exigências são as mais recentes em uma série de passos que o governo Trump diz estar tomando para melhorar a proteção dos Estados Unidos contra um ataque terrorista.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Andréa Ferracini

    Depois de muito tempo tentando aprender a como PENSAR EM INGLÊS, encontrei uma página (http://bit.ly/2sXQbcP) com várias DICAS para finalmente aprender a PENSAR EM INGLÊS e facilitar minha vida! Um método de aprendizagem acelerada, usado por grandes personalidades no exterior mas que quase ninguém compartilha no Brasil. Isso me abriu muitas portas de oportunidades profissionais, de viagens e de lazer! Fantástico!