EUA estudam retirar Farc de lista de terroristas, diz Kerry

Kerry disse que o processo poderá avançar rapidamente se os rebeldes aderirem aos termos do pacto

CArtagena – O secretário de Estado dos Estados Unidos, John Kerry, disse nesta segunda-feira que seu país ainda não está pronto para retirar as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) de sua lista de organizações terroristas, mas que irá analisar o assunto à medida que o acordo de paz com o governo colombiano for implementado.

“Estamos claramente preparados para analisar e fazer juízos sobre isso à medida que os fatos surgem”, afirmou Kerry aos repórteres durante uma visita a Cartagena, na Colômbia, para a assinatura do acordo de paz entre o governo colombiano e o grupo rebelde para encerrar 52 anos de guerra.

Kerry disse que o processo poderá avançar rapidamente se os rebeldes aderirem aos termos do pacto.

“Acho que saberemos muito rapidamente”, declarou. “Estamos profundamente comprometidos com o sucesso. Não queremos deixar as pessoas em uma lista se elas não pertencerem a uma lista.”

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, pediu aos EUA que retirem as Farc de sua lista de terroristas depois de duas décadas.