Continuidade de colonização por Israel é contraproducente

A Autoridade Palestina havia acusado Israel de "sabotar e arruinar os esforços da administração americana para relançar o processo de paz"

Os Estados Unidos consideraram nesta quinta-feira contraproducente o prosseguimento da colonização por parte de Israel, que havia anunciado anteriormente a construção de cerca de 300 alojamentos na colônia de Beit El, na Cisjordânia.

“Como o presidente (Barack Obama) disse, os israelenses devem reconhecer que uma atividade contínua de colonização é contraproducente para a causa da paz” entre israelenses e palestinos, declarou o porta-voz adjunto do Departamento de Estado, Patrick Ventrell.

“Uma Palestina independente deve ser viável, com verdadeiras fronteiras que devem ser desenhadas. Dissemos isso diversas vezes e nossa posição não mudou”, insistiu o diplomata americano.

Israel aprovou a construção de 296 alojamentos na colônia de Beit El, na Cisjordânia, tentando dar garantias aos Estados Unidos, comprometidos com o relançamento das negociações com os palestinos, estagnadas desde setembro de 2010.

A ministra israelense da Justiça, Tzipi Livni, também encarregada das negociações com os palestinos, tinha minimizado o impacto dessa decisão no dia seguinte a um encontro em Roma com o secretário de Estado americano, John Kerry.

“Fui informada do anúncio (sobre Beit El) ao deixar a reunião (com John Kerry). Eu verifiquei (…) e nós imediatamente informamos aos americanos. Não há mais como fazer drama ou como se deixar levar pela raiva”, havia afirmado Livni à rádio militar, considerando que os americanos tinham “ouvido(…) entendido e não reagiram”.

A Autoridade Palestina havia acusado Israel de “sabotar e arruinar os esforços da administração americana para relançar o processo de paz”.

Kerry, que comanda o Departamento de Estado há três meses, fez da retomada do processo de paz entre israelenses e palestinos a prioridade de seu mandato e, para isso, multiplica os contatos diretos com todas as partes envolvidas e as viagens à região.