Estado Islâmico sabota tubulação de água potável em Aleppo

Diretor da companhia estatal de águas da cidade detalhou que o grupo jihadista interrompeu o abastecimento de água às 6h locais

Cairo – O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) sabotou nesta sexta-feira o principal duto que fornece água potável à cidade de Aleppo, no norte da Síria, denunciou o diretor da companhia estatal de águas dessa cidade, Fajer al Hamdu.

Em entrevista à agência oficial síria, “Sana”, Hamdu detalhou que o grupo jihadista interrompeu o abastecimento de água às 6h locais (2h de Brasília).

O responsável, que não deu detalhes sobre como foi feita a sabotagem do fornecimento de água, indicou que se trata da tubulação proveniente das estações Furat e Jafsa, situadas no rio Eufrates.

Além disso, Hamdu afirmou que a companhia está trabalhando com apoio do Crescente Vermelho da Síria para restaurar o fornecimento de água o mais rápido possível.

Os cortes de água são habitualmente utilizados como arma pelos diferentes grupos e facções no conflito para pressionar a população civil.

Esta sabotagem aconteceu pouco depois da entrada em vigor do cessar-fogo entre governo sírio e facções rebeldes, que começou à meia-noite local (20h de Brasília da quinta-feira).

A trégua vem sendo respeitada de forma geral na maioria do território sírio, segundo a ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), mas com algumas violações pontuais em alguns lugares do país, principalmente por parte das milícias leais ao regime de Bashar al Assad.