Estado Islâmico posta vídeo decapitando jornalista

Vídeo com nome de "Uma mensagem aos Estados Unidos" foi publicado em redes sociais

São Paulo – Um vídeo divulgado hoje por insurgentes jihadistas do grupo Estado Islâmico supostamente mostra a decapitação do jornalista norte-americano James Foley, que havia desaparecido na Síria há quase dois anos. 

Intitulado “Uma mensagem aos Estados Unidos“, vídeo com autenticidade ainda não confirmada, foi publicado em redes sociais, e mostra um homem encapuzado que parece cortar a garganta do jornalista. O material foi retirado do ar posteriormente.

O EI, grupo dissidente da Al Qaeda que controla uma parte do Iraque e da Síria, teria agido dessa maneira como resposta a ações dos Estados Unidos no Oriente Médio.

País tem bombardeado regiões controladas pelo Estado Islâmico, além de oferecer ajuda humanitária a civis afetados pelas ações do grupo.

O vídeo também ameaça outro jornalista norte-americano, Steven Sotloff, afirmando que sua vida depende das próximas ações de Barack Obama, presidente dos EUA. “A vida deste cidadão americano, Obama, depende de sua próxima decisão”, disse homem mascarado.