Especialistas inspecionam fragmentos do avião russo que caiu

Especialistas da comissão técnica encarregada de esclarecer a tragédia do avião russo inspecionaram os fragmentos da aeronave no local do acidente

Cairo – Todos os especialistas da comissão técnica encarregada de esclarecer a tragédia do avião russo inspecionaram nesta terça-feira os fragmentos da aeronave no local do acidente para depois começar a analisar as caixas-pretas.

Integrada por especialistas egípcios, russos, alemães, franceses e irlandeses, a comissão se reuniu na zona de Al Hasana, na península egípcia do Sinai, onde o avião caiu.

O ministro egípcio de Aviação Civil, Hosam Kamal, informou que espera a conclusão das operações de busca no terreno ainda nesta tarde e disse que depois começará o trabalho de investigação.

Estes trabalhos de investigação incluem a análise de todas as provas e da informação gravada nas caixas-pretas, precisou o ministro, segundo as declarações divulgadas pela agência oficial “Mena”.

Espera-se que a análise das caixas-pretas esclareça as confusas causas da tragédia, que no sábado matou os 224 ocupantes do avião russo.

Kamal disse que todas as especulações que foram divulgadas sobre a causa da tragédia são “prematuras e não se baseiam em fatos ou provas concretas”.

O ministro também acrescentou que existe “uma cooperação total” entre os integrantes da comissão, que têm “todas as ferramentas para realizar a investigação”.

Os especialistas franceses e alemães foram em representação do fabricante Airbus, enquanto os irlandeses, que chegaram hoje, estiveram presentes na comissão porque o avião estava registrado na Irlanda.

O Airbus A-321 da companhia russa MetroJet (Kogalymavia) que fazia a rota entre a cidade egípcia de Sharm el-Sheikh e São Petersburgo, se desintegrou no ar 23 minutos após decolar.