Espanha vê mínima chance de governo partilhado em Gibraltar

Ministro de Relações Exteriores espanhol falou ao El País que soberania partilhada após Brexit dependeria de acordo com Reino Unido

Madri – A Espanha vê como mínima a chance de conseguir a soberania partilhada de Gibraltar caso a Grã-Bretanha se oponha à proposta, disse o ministro de Relações Exteriores espanhol em entrevista ao El País.

“Eu acho que temos que ser realistas. Se o Reino Unido não quer negociar isso, então será difícil levarmos a ideia adiante”, disse Alfonso Dastis em sua primeira entrevista a um jornal espanhol desde que assumiu o ministério, em novembro.

A Espanha, que reconduziu o conservador Mariano Rajoy ao posto de primeiro-ministro no fim de outubro, propôs governar Gibraltar de forma conjunta com o Reino Unido, depois que os britânicos votaram pela saída da União Europeia.

Dastis disse, no entanto, que se Gibraltar quisesse ter relacionamento com a União Europeia, “deveria nos consultar. Isso requer um acordo bilateral entre Espanha e Reino Unido.”

A península, localizada ao sul da costa espanhola, território britânico desde 1713 e conhecida por seus 30 mil habitantes como “O Rochedo”, é um grande ponto de divergência nas relações anglo-espanholas.

A Espanha há muito tempo reivindica a soberania sobre o enclave.