Erdogan usa Alemanha de Hitler como exemplo de governo

Presidente turco quer mudar o atual sistema parlamentar do país por um presidencial, semelhante ao que existe nos Estados Unidos, na França e na Rússia

Ancara, 1 jan (EFE).- O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, que aspira ter poderes executivos em seu atual cargo, usou o sistema presidencial usado pelo ditador nazista Adolf Hitler na Alemanha como exemplo de governo, publicaram nesta sexta-feira a imprensa turca.

Perguntado se um sistema presidencialista era possível ao mesmo tempo em que se mantinha o modelo unitário de Estado, Erdogan afirmou aos jornalistas: “Há exemplos no mundo. Também há exemplos no passado. Se você olhar para a Alemanha de Hitler, pode ver”.

“Mais tarde também há outros exemplos”, continuou durante a entrevista coletiva que deu ontem à noite após seu retorno de uma visita oficial à Arábia Saudita, e cuja gravação foi publicada pela agência de notícias Dogan e pelo jornal “Today’s Zaman”.

Erdogan quer mudar o atual sistema parlamentar turco por um presidencial, semelhante ao que existe nos Estados Unidos, na França e na Rússia.

O chefe do Estado, que tem agora um papel mais bem protocolar, argumentou que um sistema presidencial de “estilo turco” tornaria a tomada de decisões mais eficaz.

Erdogan afirmou que os países mais avançados contam com sistemas presidenciais, embora alguns críticos apontaram que isto não é assim, ao assinalar que a maior economia da Europa, Alemanha, tem um sistema parlamentar.

O partido islamita fundado Erdogan, o AKP, pretende aprovar uma nova Constituição após sua vitória por maioria absoluta nas eleições legislativas de novembro.

A oposição concorda com a necessidade de contar com uma nova Carta Magna – a atual foi aprovada em 1982, durante uma ditadura militar, mas se opõem ao estabelecimento de um sistema presidencial por temer que Erdogan acumule poder demais em suas mãos.EFE