Engarrafamento para principal estrada do Quênia há 3 dias

Desde terça-feira, milhares de motoristas com esse engarrafamento que os impede de movimentar os veículos

Nairóbi – Milhares de veículos permanecem presos há três dias em um grande engarrafamento que paralisa a principal estrada do Quênia, que liga a capital Nairóbi à cidade litorânea de Mombaça, devido a obras e intensas chuvas que deixaram a via intransitável.

Desde terça-feira, milhares de motoristas com esse engarrafamento que os impede de movimentar os veículos na altura do município de Taru, cerca de 80 quilômetros de Mombaça, o que gerou um grande mal-estar e ansiedade entre os afetados.

A única opção no momento é esperar que o problema seja resolvido.

“É terrível. As crianças estão gritando em meu ônibus porque têm fome. Os pais estão devastados e desamparados. Não sabemos quando vamos chegar a Mombaça porque os veículos não estão se movimentando”, contou ao jornal “Daily Nation” Joseph Were, que dirige um ônibus em meio aos diversos veículos.

As autoridades já mobilizaram um grupo de agentes do departamento de trânsito para tentar encontrar uma solução para o problema, que afeta a estrada mais importante do país e coloca em risco a distribuição de alimentos e produtos básicos na região.

O presidente provincial, Evans Achoki, informou à imprensa local que, com a chegada dos agentes, a expectativa é que o trânsito volte a fluir durante hoje.

Tudo indica que o engarrafamento foi causado por obras interminadas em um dos desvios da estrada na região de Taru, situação que se agravou com uma forte chuva que deixou o trecho totalmente intransitável.

Essa estreita estrada de mão dupla se encontra em condições precárias, o que, junto ao grande fluxo diário de veículos, a tornam uma das vias mais perigosas do país.