Emirados Árabes e Kuwait anunciam ajuda para a Síria

Cada país dará uma ajuda humanitária no valor de US$ 300 milhões

Cidade do Kuwait – Os Emirados Árabes Unidos anunciaram nesta quarta-feira uma ajuda humanitária de 300 milhões de dólares para a Síria, seguindo os passos do Kuwait, que se comprometeu com uma doação similar na abertura de uma conferência de doadores ao país.

O príncipe herdeiro de Abu Dhabi, xeque Mohamed ben Zayed al-Nahyan, fez o anúncio durante a conferência apoiada pela ONU e que teve início nesta quarta-feira no Kuwait, segundo a agência oficial WAM.

Mais cedo, o emir do Kuwait, xeque Sabah al-Ahmad al-Sabah, anunciou uma ajuda humanitária de 300 milhões de dólares para a Síria, durante a conferência que espera arrecadar 1,5 bilhão de dólares para responder às necessidades humanitárias dos civis sírios.

“Devido ao grande sofrimento do povo sírio e para contribuir a que esta conferência tenha êxito, anuncio uma doação do Kuwait de 300 milhões de dólares para o povo sírio”, disse o emir durante o discurso de abertura.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, fez um pedido de arrecadação de 1,5 bilhão de dólares para responder às necessidades humanitárias dos civis sírios, afirmando que a situação é “catastrófica” e que “muitos mais sírios morrerão” caso os fundos não sejam obtidos.

Quase 60 países participam na conferência apoiada pela ONU, que pretende lançar um grande programa para os quatro milhões de sírios que precisam de ajuda urgente no país.