EI reivindica ataque fracassado contra prisão no Níger

Estão na prisão de Koutoukalé, considerada a mais segura de Níger, mais de dez destacados líderes jihadistas de várias nacionalidades

Nouakchott – A filial do grupo jihadista Estado Islâmico (EI) na região do Sahel reivindicou o ataque fracassado realizado na última segunda-feira contra a prisão de Koutoukalé, no oeste do Níger, informou nesta quarta-feira a agência “Al Akhbar”.

“Um porta-voz da organização, liderada por Adnan Abu Walid al Sahraui, disse em uma nota que alguns dos combatentes foram responsáveis pelo ataque”, disse a “Al Akhbar” em nota.

O porta-voz do grupo terrorista reconheceu que um dos autores morreu durante o ataque e ressaltou que o atentado tinha como objetivo a libertação de presos.

Estão na prisão de Koutoukalé, considerada a mais segura de Níger, mais de dez destacados líderes jihadistas de várias nacionalidades.

O Ministério do Interior de Níger explicou, após o incidente, que um jihadista que usava um colete com explosivos morreu e dois membros da Guarda Nacional ficaram feridos durante o ataque.

Outros 12 jihadistas que participaram do ataque foram repelidos pelos agentes de segurança e fugiram pela fronteira com o Mali. Nenhum dos presos fugiu da prisão.