EI assume autoria de ataque a cristãos que matou 29 no Egito

Pistoleiros do grupo terrorista atacaram o ônibus especificamente por causa de seus ocupantes coptas

Cairo – O Estado Islâmico afirmou neste sábado que uma equipe de seus homens armados realizou o ataque a um ônibus cheio de peregrinos cristãos coptas na sexta-feira, que autoridades egípcias disseram matar 29 pessoas.

O Amaq, braço de mídia do EI, afirmou que uma equipe de “segurança” de pistoleiros do grupo terrorista atacou o ônibus especificamente por causa de seus ocupantes coptas, de acordo com o SITE Intel Group, que monitora a atividade extremista online.

O ataque levou o presidente egípcio Abdel Fattah Al Sisi a lançar ataques aéreos sobre áreas que os militares egípcios disseram ser campos de treinamento de militantes na cidade de Derna, no leste da Líbia.

Sisi disse que os homens armados treinaram e planejaram o ataque nos campos líbios, mas não forneceram nenhuma evidência da reivindicação. O Estado Islâmico não registra presença em Derna desde o final de 2015.

Fonte: Dow Jones Newswires.