EI assume ataques com carro-bomba que mataram 23 em Mosul

Explosões visaram Kokjali, bairro que as autoridades disseram ter retomado dos jihadistas quase dois meses atrás

Bagdá – O Estado Islâmico assumiu a autoria de três ataques com carros-bomba que mataram ao menos 15 civis e 8 policiais iraquianos nesta quinta-feira em um bairro do leste de Mosul, de acordo com um informe militar.

As explosões visaram Kokjali, bairro que as autoridades disseram ter retomado dos jihadistas quase dois meses atrás.

Um porta-voz militar disse que os carros-bomba foram detonados em um mercado.

A ofensiva apoiada pelos Estados Unidos em Mosul, o último grande bastião dos jihadistas no Iraque, foi iniciada por uma aliança de 100 mil efetivos de forças locais no dia 17 de outubro. A operação militar se tornou a maior no país desde a invasão liderada pelos EUA em 2003 que derrubou Saddam Hussein.

Os militantes do Estado Islâmico em fuga do ataque vêm bombardeando repetidamente áreas reconquistadas pelo Exército, matando ou ferindo dezenas de moradores que fogem na direção oposta.