DRU por mais quatro anos é mantida na Câmara

A oposição reuniu apenas 43 votos a favor de uma emenda que previa o fim da DRU em dezembro de 2013

Brasília – A oposição na Câmara foi derrotada na tentativa de reduzir de quatro para dois anos a prorrogação da Desvinculação das Receitas da União (DRU) em votação no plenário da Câmara. Esse foi o primeiro ponto analisado pelos deputados nesta retomada da votação do projeto iniciada ontem. A oposição reuniu apenas 43 votos a favor de uma emenda que previa o fim da DRU em dezembro de 2013. A proposta do governo prorroga a DRU por quatro anos, com o prazo final em 31 de dezembro de 2015.

O placar registrou 267 votos a favor do governo. Outros 12 deputados registraram obstrução. A oposição precisava de 308 votos para aprovar a emenda. Os deputados seguem votando pontos da proposta. A oposição vai tentar agora retirar as contribuições sociais da base de incidência da DRU.

Essa proposta reduz a desvinculação praticamente aos Impostos Federais e às contribuições econômicas. A DRU é o mecanismo que permite a presidente Dilma Rousseff reservar 20% dos recursos orçamentários para gastar em áreas sem destinação obrigatória e será extinta em dezembro deste ano se não houver prorrogação.