Drones armados dos EUA sobrevoam Bagdá

Equipamentos não têm missão de realizar operações ofensiva contra os jihadistas sunitas

Washington – Alguns drones armados sobrevoam Bagdá para defender as tropas e diplomatas americanos na capital iraquiana se for necessário, afirmou nesta sexta-feira um alto funcionário americano.

“Começamos nas últimas 48 horas a realizar esse tipo de voo”, afirmou a fonte, acrescentando que os drones não têm missão de realizar operações ofensiva contra os jihadistas sunitas. Esses ataques precisariam de uma autorização do presidente Barack Obama, que não a deu até o momento.

A notícia chega depois que os Estados Unidos mobilizaram nos últimos dias 180 soldados como conselheiros militares para ajudar o exército do governo iraquiano ante o avanço dos combatentes sunitas, que já tomaram territórios no norte e oeste da capital.

Obama não descartou os ataques aéreos. No omento, as forças americanas se concentram em avaliar o estado das forças armadas iraquianas e seus adversários jihadistas, de acordo com a Casa Branca e o Pentágono.