Donald Trump demite diretor do FBI

A Casa Branca afirmou que a decisão foi baseada "nas recomendações do procurador-geral, Jeff Sessions, e do vice-procurador geral, Rod Rosenstein"

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, demitiu o diretor do Escritório Federal de Investigação (FBI, na sigla em inglês), James Comey, nesta terça-feira.

Em um comunicado divulgado há pouco, o porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, afirmou que a decisão de Trump foi baseada “nas recomendações do procurador-geral, Jeff Sessions, e do vice-procurador geral, Rod Rosenstein”.

No mesmo comunicado, Trump diz que “o FBI é uma das instituições mais apreciadas e respeitadas da nossa nação, e hoje será a marca de um novo começo para a nossa joia da coroa de aplicação de leis”.

Segundo Spicer, o governo passará a procurar por um novo diretor para o FBI “imediatamente”.

O movimento do governo Trump vem após o FBI ter enviado uma carta ao Congresso para corrigir um registro no depoimento de Comey sobre Huma Abedin, assessora da democrata Hillary Clinton.

Em uma carta, o FBI afirma que Comey cometeu um erro ao dizer que Abedin enviou “centenas e milhares” de e-mails para o computador de seu marido, o ex-deputado Anthony Weiner.

Segundo o FBI, apenas um pequeno número de e-mails foram encaminhados por Abedin.