Discurso do primeiro-ministro provoca indignação na Índia

Uma declaração machista ganhou grande repercussão na mídia e ofuscou a imagem de Modi, que sempre se posicionou como um defensor dos direitos das mulheres

Nova Délhi – O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, provocou grande indignação nas redes sociais depois de elogiar sua colega de Bangladesh por sua coragem na luta contra o terrorismo, “apesar de ser mulher”.

Modi elogiou Sheikh Hasina durante uma visita de dois dias a Bangladesh no fim de semana, afirmando em hindi que foi “estimulante que a primeira-ministra de Bangladesh, apesar de ser mulher, se exponha desta maneira para mostrar sua tolerância zero contra o terrorismo“.

O comentário provocou uma torrente de comentários sarcásticos, piadas e fotografias de mulheres indianas de sucesso nas redes sociais. A hashtagh #DespiteBeingAWoman (Apesar de ser mulher) virou trending topic no Twitter na Índia.

“Consegui acordar e tomar café #DespiteBeingAWoman”, publicou a internauta Swati Chaturvedi na rede social.

Enquanto alguns faziam piada com a grosseria do primeiro-ministro indiano, outros expressaram indignação e chegaram a perguntar se, talvez, Modi insinuou com suas declarações que as mulheres são geralmente tolerantes com o terrorismo.

No entanto, desde que chegou ao poder, em maio do ano passado, Modi se posiciona como um defensor dos direitos das mulheres, insistindo na importância de sanitários para as mulheres em situação de pobreza e vulnerabilidade, na educação para as meninas e no fim da prática de abortos seletivos quando se trata de bebês do sexo feminino.

Em seu primeiro discurso do Dia da Independência, em agosto, falou sobre o aumento do número de ataques sexuais a mulheres na Índia e fez um apelo para que os pais eduquem melhor os filhos.