Dez imigrantes morrem em naufrágio no Mediterrâneo

No último mês, mais de 300 pessoas morreram em um período de uma semana tentando cruzar o mar da África para Itália

Roma – Pelo menos 10 imigrantes do norte da África morreram quando a embarcação de borracha em que estavam naufragou no sul do Mediterrâneo, e centenas de pessoas deste e de outros barcos foram resgatadas, disseram autoridades da Itália e da Tunísia nesta quarta-feira.

A guarda costeira italiana disse em nota que um de seus navios na área conseguiu resgatar grande parte das 130 pessoas do barco que virou na terça-feira, a cerca de 80 quilômetros ao norte da Líbia. Dez corpos foram recuperados.

As forças navais da Tunísia resgataram todos os 81 imigrantes de um barco após a embarcação inundar perto da ilha tunisiana de Djerba, na noite de terça-feira, disse o ministro da Defesa do país.

No último mês, mais de 300 pessoas morreram em um período de uma semana tentando cruzar o mar da África para Itália, cuja ilha de Lampedusa, no sul do país, fica a 113 quilômetros da Tunísia.

Grande parte dos barcos sai da Líbia, Estado em quase anarquia e onde traficantes de pessoas cobram até 2.000 dólares para cruzar o mar.